O MERCADO POR TRÁS DA FORTUNA BILIONÁRIA DO CHAMADO ‘HOMEM DOS INVESTIMENTOS’

Saiba quais foram os passos que trouxeram fama a Warren Buffett

Para quem acompanha o mundo dos investimentos, o primeiro homem que vem à mente é, sem dúvida, o admirado bilionário Warren Buffett, que conquistou todo o seu patrimônio estudando o mercado financeiro e investindo assertivamente. Uma das formas que Buffett usou para crescer foi trabalhando com fusões e aquisições. Com erros e muitos acertos, ele ainda é o grande mentor na área de investimentos.

Para entender como o seu papel no mercado financeiro das fusões e aquisições foi importante, precisamos conhecer mais de perto esse instrumento da economia. As fusões são técnicas de reorganização empresarial, caracterizada pela união de duas ou mais empresas para transformarem-se em uma nova. Já na aquisição, ocorre a compra de uma empresa por outra. Isso significa que, necessariamente, uma das empresas permanece, mas não significa que a outra acabará. Ela pode ou não permanecer, mas sob nova direção.

Comprar e vender empresas têm suas vantagens e desvantagens. Quando duas empresas decidem se fundir ou serem adquiridas, a nova sociedade é a soma das qualidades das duas. Na fusão, as principais vantagens são: acelerar o crescimento, diversificar o segmento de atuação, consolidar-se no setor e melhorar o poder de barganha no mercado. Já nas aquisições, os benefícios são: liquidez para acionistas, solução para uma falta de sucessão, melhoria na governança corporativa e a possibilidade de receber um novo sócio com aporte de capital e know-how específico.

Entender e executar um processo de fusão e aquisição não é uma tarefa fácil. A ação pode ser uma solução para grandes e pequenas empresas, mas a expertise no processo é fundamental. A XP Investimentos tem uma vertente destinada a Fusões e Aquisições dentro da área de Mercado de Capitais B2B. Essa área oferece um portfólio completo de serviços e soluções de mercado de capitais para adequação de estrutura de capital e de assessoria financeira, competindo de frente com os principais bancos de investimento do Brasil.

Nossa assessoria financeira busca entender o cenário e a demanda do cliente. Se você acredita que a sua empresa precisa dar um passo para que o crescimento continue, venha conhecer a Allez Invest.

Por Arthur Weber Rubert, sócio-proprietário da Allez Invest.

Texto publicado originalmente na TOPVIEW

ALLEZ INVEST MARCA PRESENÇA NA EXPERT XP 2019

Maior evento do mercado financeiro mundial trouxe mais conhecimento e networking para a assessoria financeira

Os sócios da Allez Invest participaram dos três dias da Expert XP 2019, o maior evento do mundo sobre o mercado financeiro e que é promovido pela XP Investimentos. A feira aconteceu na última semana, entre os dia 4 e 6 de julho, em São Paulo, e recebeu mais de 30 mil pessoas. O grande encontro trouxe especialistas mundiais do setor e grandes nomes da política brasileira atual.

O evento, que acontece anualmente, apresentou os temas em alta no setor político-econômico do Brasil e do mundo, nas mais de 180 palestras. Entre os convidados estavam: Paulo Guedes, Ministro da Economia; Sérgio Moro, Ministro da Justiça e da Segurança Pública; Michael Phelps, nadador e maior medalhista olímpico da história; Ricardo Amorim, economista; Jorge Paulo Lemann, economista e um dos empresários mais conhecidos do mundo; Kaká, ex-jogador de futebol e empresário; Zeina Latif, sócia e economista-chefe da XP Investimentos; Rodrigo Maia, Presidente da Câmara dos Deputados; Natuza Nery, jornalista e comentarista política da GloboNews.  

Os três dias foram de intensas discussões entre os palestrantes e profissionais do mercado financeiro, com mais de 200 horas de conteúdo. Um dos palestrantes mais aguardados no evento foi Paulo Guedes, que trouxe o otimismo em suas palavras. “O ministro falou por mais de duas horas sobre o futuro de um país que está se reconstruindo após a maior crise da sua história. Redução do estado, privatizações e endereçamento dos problemas enraizados foram termos chave durante sua palestra que foi aplaudida de pé”, declara o fundador da Allez Invest, Renan Hamilko. Além dos grandes nomes políticos do Brasil, o evento recebeu gestores de fundos de investimentos que reforçaram o otimismo em ações brasileiras na Bolsa de Valores.

Para os sócios da Allez Invest, a importância de participar desse evento é obter mais detalhes e informações sobre o mercado financeiro, e as suas perspectivas futuras globais. “Para ter sucesso no mercado financeiro, precisamos estar sempre atentos e em busca constante por conhecimento. Em eventos como este, da XP Investimentos, temos a oportunidade de assistir e aprender com centenas de palestrantes nacionais e internacionais”,  finaliza Hamilko.

PREVIDÊNCIA PRIVADA: UM DOS INVESTIMENTOS MAIS INTERESSANTES QUANDO PENSAMOS EM APOSENTADORIA

Com um cenário político-econômico instável como o do Brasil, é cada vez mais necessário pensar em formas alternativas de garantir uma boa rentabilidade no futuro, principalmente se o assunto for aposentadoria. Uma das opções mais populares para esse tipo de investimento é, sem dúvida, a previdência privada. Entre as vantagens de poupar hoje, para ter uma renda no futuro, está a diferença de rendimento que os grandes bancos oferecem em comparação com a indústria independente.

Apesar de parecer modesto inicialmente, quando se trata de fundos conservadores de previdência privada, traz grandes vantagens no futuro. Segundo Bruno Rosenmann, sócio da Allez Invest, “mesmo que um fundo de previdência renda 1% a mais no ano, esse lucro pode se tornar até 26% maior em 25 anos. Em uma aplicação inicial de R$1 milhão, essa diferença de rendimento passa dos R$810 mil”, explica.

Mas, antes de começar a investir, é necessário conhecer as modalidades, a tributação e saber quais fundos são adequados para o seu perfil. Para isso é necessário escolher onde e com quem investir. Apesar de ser uma opção mais fácil, nem sempre recorrer aos bancos é a melhor solução.

Com cada vez mais adeptos no Brasil, o movimento de desbancarização pede que as pessoas pensem em outras formas de investimento além do banco. Isso porque muitas só conhecem os produtos financeiros apresentados por seus gerentes que, além de trabalhar defendendo os seus interesses e os do banco, também não tem tempo de fazer uma consultoria personalizada para cada cliente. “A consequência desse comportamento é que muitos investidores acabam colocando seu dinheiro em produtos que acabam sendo mais benéficos para o banco do que para eles mesmo ”, orienta Bruno.

PGBL ou VGBL?
A principal diferença entre as modalidades está basicamente na forma de tributação. Ou seja, em como os impostos impactam na hora de sacar o dinheiro da previdência. No PGBL (Plano Gerador de Benefícios Livres), o imposto é pago sobre o valor total do capital, ou seja, sobre a soma do seu investimento e do seu lucro. Para Bruno Rosenmann, essa modalidade é para quem faz a declaração completa do imposto de renda. “É possível deduzir do imposto seu investimento anual no plano de previdência até o limite de 12% da sua renda bruta”,aconselha.

Já, o VGBL (Vida Gerador de Benefícios Livres) é para quem é isento da declaração do imposto de renda ou declara no formulário simplificado. Dessa forma, o investidor não abate suas aplicações anuais no plano de previdência mas, na hora de sacar, paga imposto apenas sobre o valor dos rendimentos, não sobre o valor total, como no PGBL.

Tabela progressiva compensável ou tabela regressiva definitiva?
Ambos são investimentos à longo prazo e possuem benefícios distintos. Se quiser diminuir a tributação ao longo do tempo, o ideal é optar pela tabela regressiva definitiva que começa com 35% de imposto de renda nos primeiros dois anos de aplicação e vai diminuindo 5% a cada dois anos, até chegar em 10% nas aplicações acima de 10 anos.

Agora, na tabela progressiva compensável, quanto maior o valor resgatado, maior a alíquota. Em contrapartida, as despesas dedutíveis do cálculo do imposto de renda podem reduzir o valor a ser pago no resgate. Além disso, depois dos 65 anos a isenção fica duas vezes maior, já que a tabela tem os valores dobrados após esse período.

Escolhendo o fundo ideal
Por fim, pedimos para Bruno Rosenmann explicar qual o perfil ideal para cada fundo e ele foi enfático: “não há como rotular perfil A, B ou C. Cada pessoa é uma pessoa e possui um cenário ideal e produtos específicos para ela.” Isso quer dizer que a análise minuciosa do estilo de vida do cliente é indispensável na hora de escolher os produtos nos quais deseja investir.

Se você ainda tem dúvidas ou quer deixar seus investimentos nas mãos de quem é especialista no assunto, conheça o trabalho de assessoria financeira da Allez Invest. Eles são nossos parceiros e já deram várias outras dicas sobre o mercado financeiro.

Texto publicado originalmente na TOPVIEW

CONHEÇA O BILIONÁRIO QUE COMEÇOU A INVESTIR COM 10 ANOS

Warren Buffett comprou suas primeiras ações ainda pequeno e nunca mais parou, nem quando se tornou o homem mais rico do mundo

Já pensou em se tornar uma das pessoas mais ricas do mundo? Basta ser um investidor de sucesso! Será mesmo?

No caso de Warren Buffett, sim! Um dos maiores investidores norte americanos chegou a alcançar o topo da lista de pessoas mais ricas da Forbes no ano de 2008. Além de sua bem sucedida carteira de investimentos, Buffett também é filantropo e costuma destinar 85% de sua fortuna a projetos de caridade. Além disso, ao lado de Bill Gates, Buffett reuniu bilionários para que eles se doassem – ao menos – metade de seu patrimônio para a caridade, ação chamada de Giving Pledge.

Segundo ele, o investidor deve trabalhar com o que ama e assim, não precisará trabalhar. A dica simples funcionou com ele – principalmente quando se trata da Coca-Cola. Tendo como a simplicidade sua maior característica, Buffett usou sua paixão pelo refrigerante mundialmente conhecido para se tornar um dos maiores acionistas da marca. É aquela história, né, trabalhe com o que gosta e não precisará trabalhar nem um dia.

O início do sucesso

Com 88 anos, o investidor segue na ativa e esteve sempre próximo ao mundo dos negócios, já que seu pai era corretor da bolsa e membro do Congresso dos Estados Unidos. O interesse se mostrou precoce quando o pequeno Buffett passou a vender balas, refrigerantes e revistas de porta em porta, quando passou a comprar máquinas de jogos e instalar em lojas ou até mesmo quando chegou a comprar um Rolls Royce e alugar por 35 dólares a diária.

O sucesso precoce fez com que o futuro investidor comprasse ações na bolsa com dez anos e fizesse sua primeira declaração fiscal aos 14. Este histórico de pequenos investimentos fez com que Buffett, ao terminar o colégio, já acumulasse US$90.000. “Aquele que se preocupa em poupar e investir corretamente desde cedo terá a chance de atingir uma saúde financeira maior e mais segura antecipadamente”, comenta Bruno Rosenmann, sócio da Allez Invest.

Ele se formou aos 19 anos em economia e, em seguida, buscou novas referências em um mestrado de economia, quando teve aula com Benjamin Graham, um dos grandes nomes do investimento até então. E neste período que Buffett se descobriu. Foi com Graham que encontrou a abordagem de investimentos que mais se adequava ao seu perfil: ambos buscam comprar ações de empresas que estejam sendo negociadas abaixo de seu valor real, o que ele costuma chamar de “comprar príncipe pelo preço de sapos”. Além disso, o foco de seus investimentos sempre foi a longo prazo.

Em 1956, Buffett, que já contava com uma grande poupança, criou a Buffett Partnership Ltd., uma empresa de investimentos. Em cinco anos, a empresa atingiu o número de onze associados, garantindo o primeiro milhão de Buffett. E esse milhão foi multiplicado pelo investidor, que tem o dom de multiplicar dinheiro – o seu próprio e o de seus parceiros. Sua fortuna se aproxima aos US$ 75,6 bilhões.

Mas o seu ponto alto se dá como o principal acionista, presidente do conselho e diretor executivo da Berkshire Hathaway, empresa que assumiu o controle em 1965.

A empresa, que tinha origem no setor têxtil e de seguros, se tornou uma potência – com uma valorização de 1.000.000% em quarenta anos. Sabia que quem aplicou apenas cem dólares na firma quando ela foi comprada por Buffett hoje teria um milhão de dólares? Impressionante, né? Ela se tornou uma super holding de investimentos e, além da Coca-Cola, tem participação importante em empresas como American Express, Gillette e Wells Fargo.

Ótimo em administrar períodos de crise, o investidor também se envolveu no mercado brasileiro, quando se juntou com o fundo 3G Capital e adquiriu a Heinz e, em seguida, a Kraft Foods.

Beirando os 90 anos de idade, o grande investidor e administrador é consideradoinsubstituível. Mesmo com um bom sucessor, as oportunidades que Buffett teve, jamais vão ser conseguidas novamente pela Berkshire Hathaway. E um dos motivos do grande sucesso do investidor é sua simplicidade. Exemplo é a forma como leva a vida: ainda mora em sua cidade natal e na mesma casa que comprou há 50 anos.

Confira 6 dicas de Warren Buffett para alcançar seu primeiro milhão:

  • Busque desenvolver, desde cedo, uma mentalidade empreendedora;
  • Não pare de investir;
  • Evite dívidas desnecessárias;
  • Viva sem luxos;
  • Nunca pare de aprender;
  • Não ignore oportunidades.

E se Buffett fosse brasileiro, quem ele seria?

Os ensinamentos de ouro de Warren Buffett foram levados a sério por Luiz Barsi, um dos maiores investidores pessoa física do Brasil. Adepto do Value Invesitng, Barsi, assim como Buffett, gosta dos períodos de crise, quando podem se associar a boas empresas por preços menores.

Com quase 80 anos, Barsi é formado em Estrutura e Análise de Balanços, Economia e Direito e entrou no mercado financeiros nos anos 60, visando formar uma boa carteira privada previdenciária – sempre com olhos a longo prazo. “É de extrema importância ter um objetivo final para os investimentos, como, por exemplo, viver de renda ao se aposentar. Tendo isso em mente, é preciso muito estudo para decidir qual é o melhor caminho a ser seguido levando em conta o perfil e objetivo”, explica Rosenmann.

Inspirado em Buffett, Barsi leva uma vida simples e sem ostentações. Exemplo é que, até hoje, usa o transporte público para se locomover. Assim, ele acredita que é melhor do que gastar com o prazer momentâneo, sendo mais benéfico poupar e investir paramultiplicar o dinheiro.

A escolha de Barsi de viver de seus dividendos não precisa, necessariamente, ser levada em consideração por todos os investidores. Mas, mesmo os que buscam maior liquidez, precisam ter paciência para colher os melhores frutos.

Outra dica de ouro do investidor brasileiro é aplicar valores mensais e regulares, mesmo que pequenos, em boas empresas. Mas vale ressaltar que o ideal não é comprar ações com o intuito de vendê-las no futuro. Assim, o investidor estará especulando e não investindo – o que é muito mais arriscado e pode acarretar em prejuízos.

Confira 4 dicas de Barsi para enriquecer:

  • Viva simples;
  • Invista simples e tenha paciência;
  • Compre e mantenha: quanto mais ações, melhores resultados;
  • Fuja da poupança.

Texto publicado originalmente na TOPVIEW

ENTENDA COMO A PREVIDÊNCIA PRIVADA PODE TRAZER TRANQUILIDADE PARA A VIDA A DOIS

O casamento é um grande investimento mas, para que ele renda frutos, é indispensável aprender a investir também na vida financeira do casal

Casamento requer planejamento de uma vida a longo prazo e, principalmente, de um futuro financeiramente estável. Então, por que não começar a planejar uma vida a dois com uma previdência privada? Seja daqui a 10, 20 ou 30 anos, planejar é entender as vantagens, benefícios e as modalidades desse investimento que pode garantir o futuro da sua família e auxiliar na aposentadoria.

É muito comum os investidores aplicarem de maneira errônea em fundos de previdência, por falta de entendimento. Investir em previdência privada requer conhecimento nos dois modelos disponíveis no mercado brasileiro: a VGBL e a PGBL. Na previdência privada VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) não existe dedutibilidade fiscal e, ao resgatar o montante, o imposto incide somente em cima do ganho de capital. Esse modelo é mais indicado para quem opta pela declaração simplificada do imposto de renda e utiliza o desconto padrão de 20%.

Já na PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) o imposto pago na hora do resgate incide sobre o capital total. Por isso, o PGBL é mais indicado para quem faz a declaração completa do imposto de renda, pois permite abater da base de cálculo do imposto até 12% da renda bruta anual tributável – salário e renda de aluguéis, por exemplo. Se o valor de imposto de renda recolhido é menor, você tem um poder de poupança maior e consegue investir mais. Isso, ao longo do tempo, faz uma grande diferença!

Entretanto, poucos têm conhecimento de que para se ter esse benefício deve-se contribuir para previdência social (INSS). Além do mais, a previdência privada também tem regras de tributação no resgate do investimento.Existem duas opções de tributação dos resgates em planos de previdência: tabela progressiva compensável e a tabela regressiva definitiva.

A tabela progressiva compensável tem alíquotas maiores conforme o valor resgatado e é compensável, pois certas despesas – como as ligadas aos dependentes, saúde e demais despesas dedutíveis do cálculo do imposto – podem reduzir o imposto a se pagar. Além disso, após os 65 anos, a tabela tem os valores dobrados. Ou seja, se deixar para resgatar quando completar essa idade, a isenção fica duas vezes maior.

Já na tabela regressiva definitiva as alíquotas são menores quanto maior o tempo que o recurso fica investido. É definitiva, pois não é compensável na declaração anual de ajuste. Esta tabela começa com 35% de imposto de renda até 2 anos e vai diminuindo 5% a cada dois anos – até o limite de 10% após 10 anos.

Você pode contar com o apoio da Allez Invest para entender melhor qual a modalidade de previdência privada condiz com seus planos para o futuro da sua família. Venha conversar conosco!

Por Bruno Rosenmann, sócio-proprietário da Allez Invest.

Texto publicado originalmente na TOPVIEW

ALLEZ INVEST FALA COM DIRETORES DA FECOMÉRCIO SOBRE INVESTIMENTOS

A assessoria financeira, Allez Invest, foi convidada pelo vice-governador do Estado e presidente da Fecomércio Paraná, Darci Piana, para apresentar sobre o momento econômico brasileiro e internacional para os diretores da Federação. Os sócios, Bruno Rosenman e Renan Barbosa, também destacaram as formas de investir com o cenário atual, no encontro que aconteceu na última sexta-feira (31).

Sobre a Allez Invest

Allez Invest é uma boutique de soluções de investimentos no Brasil e no exterior. Com sede em Curitiba (PR), é credenciada à XP Investimentos, a maior corretora de valores e títulos mobiliários da América Latina, e oferece um modelo de assessoria financeira exclusiva, compreensiva e completamente personalizada para seletos clientes.

Serviço:

Allez Invest – Business Lunch com especialistas no mercado financeiro

Endereço: Nomaa: Rua Gutemberg, 168, Batel – Curitiba (PR)

Telefone: (41) 3514-5890

Data: 21 de março de 2019

Horário: 11h30

Site: www.allez.com.br

Instagram: @allez_invest

NOVO SÓCIO NA ALLEZ INVEST

A equipe societária da Allez Invest cresce com a chegada de Thiago Muradas

O economista Thiago Muradas é o novo sócio da Allez Invest. Ele chega para completar o time, que atualmente conta com mais cinco sócios, e fará assessoria de carteiras de investimentos.

Muradas ingressa na assessoria financeira após iniciar a sua carreira em uma empresa do setor de agronegócios. Aos 22 anos, já conhece o mercado financeiro, e a sua necessidade de estar preparado para os diferentes cenários econômicos. “Estar na Allez Invest é um grande desafio, visto que é uma empresa que cresce consideravelmente a cada mês. O mundo dos investimentos é imenso, e conhecer a necessidade e planos de cada cliente, e entender quais as melhores opções para cada um dos investidores, são os diferenciais para obter sucesso no setor”, destaca Thiago. 

Currículo

Thiago Muradas é economista formado pela Universidade Positivo. Atualmente cursa pós-graduação em finanças na Insper SP.  Iniciou sua carreira em empresas no setor de agronegócios.

Sobre a Allez Invest

Allez Invest é uma boutique de soluções de investimentos no Brasil e no exterior. Com sede em Curitiba (PR), é credenciada à XP Investimentos, a maior corretora de valores e títulos mobiliários da América Latina, oferece um modelo de assessoria financeira exclusiva, compreensiva e completamente personalizada para seletos clientes.

Serviço:

ALLEZ Invest

Endereço: Rua Heitor Stockler de França, 396, sala 2106, Edifício Neo Business, Centro Cívico – Curitiba (PR)

Telefone: (41) 3514-5890

Site: www.allez.com.br

Instagram: @allez_invest

Facebook: @allezinvest

ALLEZ INVEST CHEGA AO SÉTIMO MÊS DE TRABALHO COM NÚMEROS RELEVANTES

Após a inauguração da assessoria financeira o crescimento da empresa é constante e em ritmo rápido. Os sócios já apresentam metas ousadas para 2019

Há sete meses no mercado de investimentos paranaense, a Allez Invest já colhe grandes frutos em Curitiba (PR). Com ações diferenciadas e específicas para cada grupo de atuação da Allez, o crescimento da empresa tem se destacado e, principalmente, alcançando as metas propostas durante a sua inauguração. Já são mais de 130 clientes, que juntos somam uma carteira de R$120 milhões em ativos do mercado financeiro. Para o próximo ano, a Allez traz a meta de alcançar R$1 bilhão em investimentos, e aumentar o ritmo de crescimento avaliado nos primeiros meses.

Aberta em setembro de 2018, a Allez Invest chegou à capital curitibana com a missão de tornar-se a melhor empresa do segmento no Paraná e ampliar a prestação de serviços de assessoria financeira. A prova de que essa conquista está no caminho certo são as mais de 130 carteiras de investimentos de clientes, entre pessoas jurídicas e físicas, que a Allez asessora. “O papel de uma assessoria financeira é de extrema transparência e confiabilidade com os seus clientes. Entender quais são os objetivos de cada um e, principalmente, seus sonhos e metas, faz com que a relação seja sempre próxima e de extrema clareza”, relata Renan Hamilko Barbosa, sócio da Allez Invest.

Para conquistar o mercado paranaense, a assessoria financeira adotou práticas diferenciadas para o relacionamento com os potenciais clientes da empresa. “Nós estamos constantemente fortalecendo nossa relação com os clientes. Acreditamos que a nossa abordagem traz um toque mais elegante ao mundo dos investimentos”, acrescenta Renan, que, entre as ações de relacionamento, destaca os encontros com o embaixador no Brasil da marca de whisky premium Macallan, Gianpaolo Morselli, na sede da Allez Invest, em Curitiba, e o talk sobre a mulher no mundo dos investimentos, com a influencer Ana Laura Magalhães e a profissional responsável pelo relacionamento com investidores da Verde Asset Management, Maria Rita Hilst, no hotel boutique Nomaa, também em Curitiba.

Além de Barbosa, a equipe da Allez Invest é composta por mais cinco sócios: Arthur Weber Rubert, Rodolfo Magno Baggio, Bruno Rosenmann, Guillermo Arauz e Thiago Muradas. Todos com prévio conhecimento do mercado financeiro nacional e internacional, já passaram por renomadas empresas do país, e trazem uma grande bagagem de conhecimento na economia, que é constantemente atualizada. “Por meio do nosso credenciamento com a XP Investimentos, a maior corretora de títulos e valores mobiliários da América Latina, temos acesso a grandes players do mercado de investimento nacional e internacional, e, por isso, fazemos regularmente viagens com processos de benchmarking para trazer novidades aos nossos clientes”, apresenta Barbosa.

Carteira de Investimentos

Administrando uma carteira com mais de 130 clientes, a Allez Invest ultrapassou a proposta de atender 100 investidores no primeiro ano. A meta, que foi alcançada nos primeiros sete meses, trouxe uma carteira de clientes potenciais com ticket médio de mais de R$900 mil, por investidor em ativos do mercado financeiro.

O escopo da oferta abrange todas as modalidades de investimentos disponíveis, de renda fixa, títulos públicos e renda variável a seguros e previdência, incluindo oportunidades de investimentos em ativos no exterior, principalmente dos Estados Unidos e da Europa. Do montante total das custódias em gerenciamento pela Allez Invest, 47% são destinados à fundos de investimento, 25% em renda fixa, sendo o restante alocado principalmente em ações e previdência privada.

 Projeção de crescimento

Inaugurada no final de setembro de 2018, a Allez Invest ainda avalia grandes ações para que o crescimento da empresa mantenha-se no ritmo desejado. “Queremos triplicar nossa carteira até o final de 2019. E para 2020, queremos conquistar o primeiro bilhão em investimentos com clientes potenciais. Sabemos que estamos no caminho certo, conquistando cada vez mais espaço no acirrado mercado financeiro, mas nossas qualidades e serviço diferenciado nos colocam a frente. O posicionamento do escritório é como uma boutique na qual cada cliente realmente faz diferença”, finaliza o agente de investimentos Renan Barbosa. 

Sobre a Allez Invest

Allez Invest é uma boutique de soluções de investimentos no Brasil e no exterior. Com sede em Curitiba (PR), é credenciada à XP Investimentos, a maior corretora de valores e títulos mobiliários da América Latina, oferece um modelo de assessoria financeira exclusiva, compreensiva e completamente personalizada para seletos clientes.

Serviço:

Allez Invest

Endereço: Rua Heitor Stockler de França, 396, sala 2106, Edifício Neo Business, Centro Cívico – Curitiba (PR)

Telefone: (41) 3514-5890

Site: www.allez.com.br

Instagram: @allez_invest

Facebook: @allezinvest

LinkedIn: @allez-invest

O MUNDO FASHION NO MERCADO FINANCEIRO

Tendências globais impactam o mundo da moda e os investimentos no meio

Quando pensamos ao pé da letra, o mundo da moda e o do mercado financeiro parecem não ter nada a ver um com o outro, não é mesmo? A verdade é que existem diversas opções e oportunidades de investimentos em empresas de consumo e varejo, como em qualquer outro setor da economia. Então, para você que gosta do mundo da moda e por cuja cabeça nunca passou a ideia de que poderia investir em empresas com as quais se identifica, a resposta é que isso é possível e você pode.

Mas como faço para escolher e investir na empresa certa, visando a um ganho potencial? Bom, procurar a ajuda de um especialista é primordial. Entretanto, nada impede que você mesmo estude por conta própria e chegue a uma conclusão. Para fazer isso, é necessário acompanhar as tendências globais do setor, analisar quem são os principais players e escolher a melhor opção entre eles. Normalmente, a escolha é feita baseada em quem você supõe que irá performar melhor frente a essas tendências. No entanto, quais são as tendências do segmento da moda?

As tecnologias mudam constantemente, assim como o olhar do consumidor. É durante essas mudanças que surgem inovações e percebemos oportunidades de negócios – o que é essencial para prosperar no mundo dos investimentos. De acordo com o relatórioThe State of Fashion, 2019 é o ano em que as empresas do ramo devem assumir uma posição ativa, em que produtividade e resiliência são o começo das transformações – mas não o que vai garantir um crescimento financeiro.

A moda por si própria é um ecossistema, em que se faz necessário explorar cada fragmento. Assim como os indicadores econômicos e as forças políticas desestabilizadoras, esse mercado está cauteloso. A tendência de desaceleração global faz com que as marcas se tornem cada vez mais prudentes – investindo em tecnologia e em inteligência artificial, por exemplo. Países emergentes, como a Índia, têm se fortalecido na indústria da moda, com o número de consumidores crescendo exponencialmente e com um setor de manufatura aquecido. Sendo assim, para outros países – como o Brasil –, é essencial que as marcas redobrem os esforços, afim de não perderem seus consumidores para o mercado internacional.

Empresas que ainda não fazem o uso da internet, do e-commerce principalmente, correm grande risco de serem extintas – perdendo mercado e novas oportunidades de negócio. Durante a crise que passamos, vimos que brechós, aluguéis e reparos ganharam cada vez mais visibilidade. Portanto, é necessário que as companhias encontrem um meio de adentrar nesses segmentos e acessar aqueles que preferem esse estilo de compras.

O mundo da moda também é um instrumento de expressão para causas sociais, como feminismo e sustentabilidade. Sendo assim, é bastante comum que a busca por representação e defesa de causas sociais tenha um reflexo no segmento de vestuário, atraindo o olhar da nova geração para as marcas, uma vez que os consumidores tendem a recompensar as empresas que adotam postura frente a certos acontecimentos e coisas.

Os modelos mais tradicionais de negócio passam por um momento de transformação, visto que os consumidores estão cada vez mais em busca de empresas que sigam por caminhos diferenciados e que criem experiências também diferenciadas. Sendo assim, as empresas que mais tendem a prosperar com essas tendências são as que estão constantemente investindo em tecnologia, inteligência artificial e criação, para melhorar a experiência do seu consumidor em todos os sentidos. Consegue pensar em marcas assim? Tenho certeza de que sim. Já imaginou que talvez existam oportunidades de investir nessas empresas?

Por Bruno Rosenmann, sócio-proprietário da Allez Invest.

Texto publicado originalmente na TOPVIEW

AGRONEGÓCIO: UM NOVO MUNDO DE INVESTIMENTOS

Saiba como investir com inteligência no setor, que passa por um momento favorável ao crescimento nos próximos anos

Apesar de os alimentos serem um produto fundamental para a economia mundial, apenas poucos países ao redor do globo possuem a expertise e a capacidade para produzi-los com excelência. A maioria das “commodities” agrícolas necessitam de muita terra, o que apenas os maiores países possuem em abundância. Fato comprovado ao constatarmos que os quatro maiores produtores mundiais de alimentos estão entre os cinco maiores países do mundo.

Com a história centrada basicamente na agricultura, particularmente de cana de açúcar, o Brasil figura em quarto lugar nesse ranking. Estima-se que 31% do território nacional seja utilizado para a atividade produtora, especialmente de cana, soja, milho e boi-gordo. A “fazenda do mundo” é, na verdade, uma das fazendas, e muito longe de ser a maior.

25% do Produto Interno Bruto nacional é representado pela agropecuária e a urgência por melhorar o volume, a qualidade e a variedade é grande. O desenvolvimento não está apenas no campo, mas também em agregar valor no comércio, nos setores financeiros, nos transportes e na agroindustrialização.

Para melhorar esses fatores, o país necessita de investimentos consideráveis em tecnologia, infraestrutura e educação. Investimentos esses que devem ter grande prioridade durante os anos de governo do presidente Jair Bolsonaro, como se tem constatado por seus discursos no Fórum Mundial de Economia em Davos e pelas falas da Ministra de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina Costa, que visitou a China e outros países asiáticos, na última semana de janeiro, buscando investidores e parceiros comerciais.

Excelente notícia para nós, investidores brasileiros em busca de opções que vençam os rendimentos pífios observados nos ativos de renda fixa em um Brasil com Selic a 6,5% ao ano. Investimentos relacionados ao agronegócio não necessitam ser apenas com operações visando proteger as safras dos produtores ou especular com altas e baixas no preço das commodities (ainda que sejam veículos extremamente eficazes para ganhos financeiros e excelentes estruturas de proteção para o produtor em anos em que o clima ou o cenário internacional jogam contra).

Pode-se investir em empresas que participam direta ou indiretamente do agronegócio. Empresas de transporte, portos, usinas e frigoríficos, sem falar em tecnologia, ciência, insumos e máquinas. Seja comprando participações por meio de ações na Bolsa de Valores ou mesmo em títulos de dívida privada, ajudando a financiar as empresas. Participar do mercado agro no Brasil não é apenas para os proprietários de fazendas e revendas de tratores.

Em um cenário extremamente positivo para o nosso país nos próximos anos, um setor que representa mais de um quarto da produção de riqueza do país certamente terá sua participação em grande destaque.

Quer saber como participar desse crescimento, de maneira segura e com diversidade de opções? Agende uma reunião conosco aqui na Allez Invest. Não apenas ajudamos nossos clientes a investir melhor, mas, principalmente, a entender como isso é possível.

Texto escrito por Renan Hamilko Barbosa, sócio-proprietário da Allez Invest.

Texto publicado originalmente na TOPVIEW